quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Risco e Medo de Falhar

A pouca propensão para o risco como argumento para o baixo índice de empreendedorismo entre os jovens é apenas um argumento desculpabilizante.A ideia é que "os jovens norte-americanos são mais empreendedores porque possuem maior propensão para o risco do que os jovens cabo-verdianos".Então,questiono eu,porque é que,imigrante nos Estados Unidos,os cabo-verdiano,jovens e menos jovens,tornam-se empreendedores e "assumem o risco"?Um jovem nos EUA decide abrir uma empresa no exacto momento que um jovem em CV mergulha no mar no meio de tubarões; qual deles é que assumiu maior risco?O que impede os jovens cabo-verdianos de empreender não é tanto o medo de perder o dinheiro investido na criação da empresa mas sim o medo de falhar.É o medo de ser rotulado de fracassado.O que diferencia os jovens norte-americanos dos cabo-verdianos não é a capacidade de assumir o risco,é o modo como lidamos com o fracasso.Enquanto para eles o fracasso ou a falência é apenas uma etapa para a aprendizagem,para nós o fracasso é quase uma "morte social".A sociedade norte-americana tolera e incentiva o fracasso;a nossa sociedade condena o fracasso.É por isso que eles não receiam tentar e falhar e nós,para não fracassarmos,nem sequer tentamos.

1 comentário:

Bernardino disse...

Good points!
Seguramente das mais determinantes.
Acrescentaria ainda que também existem pré-condições e educação para se tornar empreendedor. Não esquecer que a cultura estado-provedor que nos caracteriza joga papel negativo. E, em boa verdade, nós estamos a despertar para o importante que é promover o empreendedor e o empreededorismo! Temos um caminho ainda por fazer...