segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Incentivo ao Empreendedorismo

Existem vários estudos,a nível internacional,que demonstram que os impostos e o sistema fiscal é um dos factores que inibem o empreendedorismo: básicamente muitas pessoas não avançam na concretização da ideia de criar uma empresa devido aos altos impostos e/ou falta de incentivo fiscal.Em vários países,as associações de jovens empresários e vários instituições públicas e ong´s de fomento ao empreendedorismo defendem a implementação de incentivos fiscais como uma das formas de aumentar a taxa de empreendedorismo,argumentando que esse incentivo é nada mais nada menos que o mesmo mecanismo que os países utilizam para atrair investimentos externos.A propostas da isenção do IUR (imposto único sobre o rendimento) durante os primeiros 3 anos de actividade apresentado pela AJEC (associação de jovens empresários cabo-verdianos) vai nesse sentido: os jovens empresários terão 3 anos para provarem que a empresa constituída tem viabilidade e que,por isso,podem contribuir para o desenvolvimento da comunidade e do país,nomeadamente através de novos empregos criado.Nestes 3 anos,a sobrevivência vai depender,em larga medida,das práticas de gestão implementadas.Afinal,mesmo que de quando em vez,a sociedade civil consegue dar algum ar da sua graça.Estão de parabéns quer o governo quer a AJEC: o governo por aceitar incluir no orçamento do Estado de 2010 a proposta e a AJEC por propor a medida.