quarta-feira, 20 de julho de 2011

Grilo Falante

Na ânsia de provar que querem ser mais do que um «Presidente corta-fitas»,os três principais candidatos não se têm poupado para mostrar que vão ser,qualquer um deles,um Presidente promotor do desenvolvimento e crescimento económico,da criação do emprego,da redução da pobreza,da resolução do problema da energia,etc.O Manuel Inocêncio,se calhar devido ao "hábito",uma vez que ainda no inicio deste ano fazia parte do anterior governo, e,como prova da sua boa intenção e capacidade,apresenta as "obras" dele enquanto ministro dos últimos dois governos;o Jorge Carlos Fonseca,embalado,as vezes mais parece o líder de um partido de oposição em campanha;por fim,o Aristides Lima,que não parecer insensível à essas temáticas ou ficar atrás dos concorrentes.
É bom para um Presidente pensar essas problemáticas para,principalmente,transmitir as suas preocupações nas reuniões periódicas que tem com o chefe do governo.Mas não me adianta nada saber o quê JCF, MIS ou ARL pensam sobre esses temas porque não vai ser um deles quem vai resolver ou melhorar a situação económica do país.Simplesmente porque não vão ter funções executivas.O Presidente,a ser cooperante,será o grilo falante do governo.Não há mandatários para dizer isto aos candidatos?

4 comentários:

Rui Sanches disse...

bem visto!

Esmeraldo Freire disse...

Para mim, os mandatários são mais é «mininu di mandadu»

Anónimo disse...

Volta a ouvir a liçao de direito cvonstitucional que o jornalista da RFI deu ao constitucionalista Zona.

Està tudo la!!!!

Edy disse...

É modi Lando,dja bu parti kel barriga cerveja? Abrasu