terça-feira, 5 de maio de 2009

Paradoxo do Capitalismo

Quando Robert Reich publicou Super Capitalism: The Tranformation of Business,Democracy and Everyday Life em 2007,a economia dos EUA estava a crescer,o sector financeiro estava intacto e a bolha imobiliária tinha começado a esvaziar.Apesar de isso agora parecer ter sido há decádas atrás,o argumento principal do antigo ministro do trabalho ainda soa a verdade;talvez agora mais do que nunca.Há um paradoxo no centro de cada democracia capitalista,acredita Reich.«O capitalismo tornou-se mais receptivo ao que queremos como compradores individuais de bens,mas a democracia tornou-se menos receptiva ao que queremos juntos como cidadãos»,escreveu.Por outras palavras,o nosso poder individual como consumidores e investidores expandiu-se de muitas formas (podemos obter quase tudo o que queremos,normalmente de forma rápida,barata e através de crédito se necessário),mas a nossa capacidade como cidadãos para influenciar as regras de como deve ser a economia-o que por fim teve um impacto profundo nas nossas vidas diárias-enfraqueceu visivelmente.

3 comentários:

Amílcar Tavares disse...

Continuo a alinhar com Churchill: "Capitalism is the worst economic system, except for all the
others."

Al Busu disse...

A frase citada pelo Nhu Naxu faz sentido..além do que,é apenas uma constatação e não tanto uma crítica ao capitalismo..o que se quer é encontrar novas formas de participação,passar da democracia representativa para a democracia representativa...

Anónimo disse...

o capitalismo morreu ! viva o capitalismo! eh eh eh

Hiena (capitalizando a mente)